Jesus é Deus



Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamar o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.

Isaías 9: 6

Como pode Deus forte não ser Deus? Ou como pode o Pai da eternidade ser apenas uma criatura?

Esse tema é de grandíssima importância. A deidade de Jesus, ou seja, o fato de que ele é Deus, sua encarnação, sua morte em nosso lugar, sua ressurreição, sua exaltação, nisto consiste a essência do Evangelho. Disso depende o resgate do propósito eterno de Deus e a nossa própria salvação. Por isso, ao longo da história, satanás se esforçou para tentar confundir a mente dos homens, às vezes tentando apresentar Jesus como não vindo em carne, E a Bíblia diz que esse é o espírito do anticristo. As vezes tentando demonstrar que Jesus é um ser especial, superior aos homens, superior aos anjos e que deve ser reverenciado, mas é apenas uma criatura e não próprio criador.


Essas mentiras do diabo quiseram roubar a grandeza e a glória dos nosso grande Deus e Salvador Jesus, que se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e com isso tentar desmerecer o poder de Deus e a imutabilidade do seu propósito eterno, tentando diminuir o seu grande e incompreensível amor para conosco ao ponto de Ele mesmo se fazer carne, se fazer homem como nós para nos resgatar dos nossos pecados e cumprir seus pensamentos eternos.


Vamos propor aqui uma discussão usando alguns textos bíblicos e depois tentaremos demonstrar biblicamente que Jesus Cristo nosso Senhor é o próprio Deus.


Começando com João 1:1 "No princípio era o verbo e o verbo estava com Deus e o verbo era Deus." Ele estava com Deus ou ele era Deus? É possível uma pessoa estar com outra e ser ao mesmo tempo a própria pessoa? Estaria aqui uma grosseira contradição? Por que ele estava com Deus? Como pode ele mesmo ser o próprio Deus?


Notemos aqui uma evidência gloriosa de que o pai e o filho são uma única pessoa. "...Todas as coisas foram feitas por intermédio dele e sem ele nada do que foi feito se fez..." pergunta-se: Ele é o criador? Ou Ele foi o instrumento de Deus na criação?


Quando comparamos essa declaração de João com o que está escrito em Gênesis 1:26 quando diz assim: também disse Deus, façamos o homem a nossa imagem conforme a nossa semelhança. A quem Deus está se referindo quando ele diz “façamos” usando a primeira pessoa do plural? Está se referindo a um "ajudante" ou está se referindo a pessoa tão Divina quanto ele? E por que Deus disse a nossa imagem e não a minha imagem? Deus é plural para dizer a nossa? Para dizer façamos?

Vamos buscar as evidências bíblicas que demonstram que Jesus é Deus.

Evidências de que Jesus é Deus

1. JESUS é apresentado e se apresenta como DEUS


A primeira prova que Jesus é Deus, é de que ele, Jesus, falou dele mesmo como sendo Deus.

Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou. Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo, passando pelo meio deles, e assim se retirou. João 8: 58-59


É muito importante notar que Jesus quando disse: antes que Abraão existisse Eu Sou, Ele não estava fazendo uma referência cronológica apenas, se assim fosse bastava apenas ele dizer que existia antes de Abraão, que seria um absurdo que uma criatura humana existisse antes de Abraão, ou seja, existisse há 2.000 anos antes daquela época que Ele estava ali conversando com os judeus.


Se Jesus quisesse apenas fazer uma referência cronológica, ele teria usado o verbo de forma diferente, Ele teria dito: antes que Abraão existisse eu era. Deus fez isso uma vez - Isaías 43:13 o Senhor Deus diz assim "antes que houvesse dia Eu era”. - para falar da sua eternidade, mas Jesus fez mais do que isso, Ele usou a mesma expressão que Deus usou quando se identificou para Moisés.



Disse Moisés a Deus: Eis que, quando eu vier aos filhos de Israel e lhes disser: O Deus de vossos pais me adicionou a vós outros; e eles me perguntarem: Qual é o seu nome? Que lhes direi? Disse Deus a Moisés: Eu Sou o Que Sou. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: Eu Sou me enviou a vós outros. Êxodo 3: 13-14


Os judeus pegaram pedras para apedrejar Jesus porque eles reconheceram que Jesus estava fazendo referência à pessoa de Deus. Jesus estava dizendo que Ele é o grande Eu Sou. Jesus estava se identificando com Deus, eles viram isso como uma blasfêmia e por isso quiseram apedrejá-lo. Em João 8:28 e em João 13:19 Jesus repete a mesma expressão, Eu Sou.


Em João 10, mais uma vez os judeus quiseram apedrejá-lo por entenderem que Ele se apresentava como Deus, e por que eles tiveram esse entendimento? Porque Jesus disse: Eu e o pai somos um.


Novamente pegaram em pedras para lhe atirar. Disse-lhes Jesus: Tenho-vos muitas obras boas da parte do Pai; POR Qual delas me apedrejais? Responderam-lhe: Não é por obra boa que te apedrejamos, e sim por causa da blasfêmia, pois, sendo tu homem, te fazes Deus a ti mesmo. João 10: 30-33


Jesus se apresentou como Deus e assim os homens entenderam, e os homens reagiram a isso. Eles quiseram apedreja-Lo porque viram nisso uma blasfêmia e disseram: como pode um homem se identificar como Deus? Em João 14:6 temos mais uma evidência.


Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. João 14: 6


Como um homem pode falar de si mesmo: eu sou a verdade? Ou eu sou a vida? Que criatura pode ser tão atrevida a esse ponto? E mais, se Jesus fosse apenas uma criação de Deus ele não poderia dizer vem ao Pai senão por mim, obrigatoriamente por questão de coerência e decência, por mais que ele se julgasse um bom caminho, ele teria que dizer: ninguém vai ao Pai senão por mim, mas quando Jesus disse: ninguém vem ao Pai, Ele está se identificando como sendo Deus. Ele está repetindo o que disse antes, eu e o pai somos um, uma declaração que levou aos judeus pegarem pedras e querer apedrejá-lo.

2. O ensino apostólico também apresenta a JESUS como DEUS


A segunda evidência que Jesus é Deus está no ensino apostólico. Os apóstolos entendiam que Jesus Cristo é o grande mistério de Deus.


Gostaria, pois, que soubésseis quão grande luta venho mantendo por vós, pelos laodicenses e por quantos não me viram face a face; para que o coração deles seja confortado e vinculado juntamente em amor, e eles tenham toda a riqueza da forte convicção do entendimento, para compreenderem plenamente o mistério de Deus, Cristo, Colossenses 2: 1-2


Porquanto, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade. Colossenses 2:9

Mais do que isso, os apóstolos afirmaram textualmente que Jesus é Deus.


Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue. Atos 20:28


Há de se perguntar, Deus acaso tem sangue se Ele é espírito? Em João 4, Jesus diz à mulher samaritana que Deus é espírito.


Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade. João 4:24


Jesus conversando com os discípulos depois da sua ressurreição em Lucas 24:39, tentando demonstrar para eles que Ele havia ressuscitado em um corpo Ele diz: me apalpem, toque em mim, vejam que eu não sou espírito, porque o espírito não tem ossos e nem carne como eu tenho.


Deus é espírito! E como esse espírito pode derramar sangue para resgatar sua igreja? A não ser que reconheçamos que Deus em Cristo Jesus se fez carne e habitou entre nós.


Em romanos 9:5, Paulo diz que dos judeus descende os patriarcas e deles também descende o Cristo segundo a carne, Deus bendito para todo sempre, amém!


Em Tito 2: 13, Diz aguardando a bendita Esperança, a manifestação da Glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus.


E segunda Pedro 1: 1-2 "Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco obtiveram fé igualmente preciosa na justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo, graça e paz vos sejam multiplicadas, no conhecimento de Deus e de Jesus, nosso Senhor. “


Pedro fala como se fosse uma única pessoa, mas o verso 2 “...graça e paz você seja multiplicada no pleno conhecimento de Deus e de Jesus nosso Senhor...” como se fossem duas pessoas. Os apóstolos reconheciam que o Pai e o Filho são um e que não há contradição colocá-los juntos ou separados. Essa forma de se referir a Deus o pai a Deus o filho, "e de Deus e de Jesus", evidenciam que os apóstolos aceitavam esse mistério sem terem uma necessidade de uma explicação lógica que satisfizesse a uma mente desprovida de fé. Nessa situação apostólica a pessoa do Pai e do Filho é identificada como Deus e apresentada separadamente. Bendito e adorável Deus triúno!


E em 1João 5:20 " Também sabemos que o Filho de Deus é vindo e nós temos dado entendimento para reconhecermos o verdadeiro; e estamos no verdadeiro, em seu Filho, Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.


Jesus se apresenta como Deus, os apóstolos o apresentam como Deus.

3. Designações dadas a DEUS são dadas também a JESUS


A terceira evidência é que muitas designações e títulos que são atribuídos ao Pai também são atribuídos ao Filho.


Vejamos as referências:


Apocalipse 21:5-7: Deus, o Pai, se apresenta como sendo o primeiro e o último, o Alfa e Ômega;


Apocalipse 1:17-18: Jesus se apresenta como sendo o primeiro e o último;


Apocalipse 22:12-16: Jesus é apresentado como Alfa e Ômega, primeiro e Último, princípio e Fim. No verso 16 Jesus diz: eu enviei meu anjo. E esses títulos atribuídos a Ele, Alfa e Ômega, primeiro e último, princípio e fim, são os mesmos títulos atribuídos ao Pai Deus Todo Poderoso;


Apocalipse 21:1-3, 21-22: Apresentam o tabernáculo de Deus com os homens, depois diz que na cidade não tem Santuário porque o seu santuário é o Senhor Deus, todo poderoso e o Cordeiro;

Apocalipse 21:23: Fala da nova Jerusalém, a noiva do Cordeiro, e que essa cidade é iluminada pela glória de Deus e o Cordeiro é a sua lâmpada, ou seja, o cordeiro e Deus iluminam essa cidade.

4. JESUS aceita ser adorado


A quarta maior evidência de que Jesus é Deus é que Ele aceita ser adorado. Ele é adorado pelos homens antes e depois da sua ressurreição enquanto esteve aqui na terra. Vejamos algumas referências:


Mateus 8:1-3: O leproso o adora;