O que significa “Evangelho do Reino”?

O termo “Evangelho” significa “Boas Novas”, isto é “Boas Notícias”. O termo “Reino” significa “Governo”, “Reinado”, ou “ação de reinar”. Então, literalmente, a expressão “Evangelho do Reino” significa “Boas Notícias do Governo de Deus”. Pregar o Evangelho do Reino é anunciar as boas notícias de Cristo e do seu Governo sobre a vida do homem. É apresentar a Jesus como Rei e Senhor do homem. Alguns pensam que as expressões “Reino de Deus” ou “Reino dos Céus” se referem apenas ao Céu. Ou que o Reino de Deus é no futuro. Não é verdade. Jesus disse: “Interrogado pelos fariseus sobre quando viria o reino de Deus, Jesus lhes respondeu: Não vem o reino de Deus com visível aparência. Nem dirão: Ei-lo

A pregação de Jesus e dos apóstolos

A pregação do evangelho “ E será pregado este Evangelho do Reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim.”(Mt 24.14) A missão que Jesus nos confia, como discípulos, é tremenda: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações”. É uma alta e sublime tarefa – ser seus colaboradores para resgatar homens e mulheres da morte e das trevas e conduzi-los ao seu Reino de amor. E a primeira ferramenta que o Senhor nos dá para realizarmos esta tarefa é o Evangelho. Paulo declara que o Evangelho é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. O Evangelho é a palavra de Deus aos homens, declarando-lhes o Seu amor, convocando-os ao arrependimento e dando-lhes a gr

Amizade entre solteiros

Na vida dos solteiros, pode haver três tipos de amizade entre os rapazes e as moças: a amizade, a amizade com observação e a amizade com compromisso. A amizade O primeiro tipo de relacionamento é a amizade pura e simples, nada mais do que isso. O empenho dos rapazes e das moças é por desfrutar de um relacionamento sadio, livre de qualquer pressão emocional, para que cresçam e amadureçam no Senhor. O ambiente produzido entre rapazes e moças deve ser rico em amizade. Buscar essa boa comunhão onde os rapazes vão aprender a serem cavalheiros, gentis, cordiais e educados e onde as irmãs aprenderão a serem dóceis e discretas. Assim, todos crescerão sem pressões emocionais ou segundas inten­ções. O

Padrão de Deus para os filhos

No princípio, Deus havia criado o re­lacionamento de pais e filhos para ser uma elevada relação de amor, carinho e cuidado. Filhos felizes, supridos e pais alegres com a vida de seus filhos. Entretanto, como todas as áreas na vida do homem, essa também foi estragada pelo pecado. A vontade de Deus para os filhos é que obedeçam e honrem aos pais. Muitos jovens hoje são desobedientes e desrespeitosos com os pais, essa é uma tendência no mundo atual. Está escrito que nos últimos tempos os homens seriam “desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados” (2Tm 3.1-4). Mas, Deus quer conduzir a vida familiar de um discípulo, fornecendo-lhe tudo o que é necessário para que ele viva o seu

Louvando a Deus de coração

O louvor a Deus é o fruto natural dos lábios que confessam o seu nome. É a manifestação espontânea do coração daqueles que tem provado o amor do Senhor. Gostamos de elogiar e honrar àqueles com quem temos um relacionamento de amor. “(…) falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor, com hinos e cânticos espirituais (…).” Ef 5.19. “Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome.” Hb 13.15. Louvar a Deus é expressar a Ele nosso amor. É dar a Ele glória e honra. É exaltá-lo. É lembrar suas virtudes e seus feitos. Isto é justo e atende a uma necessidade de nosso espírito. Para isso mesmo fomos cr

Dando graças por tudo

“Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” 1Ts 5.18. “(…) dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo (…)” Ef 5.20. Deus é soberano sobre a terra, em especial sobre os seus filhos. Todas as coisas estão debaixo do seu controle, nada ocorre sem o seu consentimento. “Não se vendem dois pardais por uma moedinha? E nenhum deles cairá em terra sem o consentimento de vosso Pai. E quanto a vós outros, até os cabelos todos da cabeça estão contados.” Mt 10.29-30. Por isso, o Senhor se agrada de que demos graças por todas as coisas em nossa vida. Tanto as boas como as que não nos agradam. Isto revela um coração de fé d

Um tempo exclusivo de oração

Dedicando um tempo exclusivo à oração Este é outro aspecto muito importante de nossa relação com Deus. “Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto, e, fechada a porta, orarás a teu Pai que está em secreto; e teu Pai que vê em secreto, te recompensará”. Mt 6.6. Ainda que tenhamos um bom relacionamento com Deus durante todo o nosso dia, a palavra do Senhor nos exorta a ter um tempo exclusivo para a comunhão com Ele. Estes momentos de nosso dia são muito especiais e preciosos. Durante a agitação do dia a dia, não conseguimos ficar completamente à vontade para falar ao nosso Pai, abrir nossos corações e, principalmente, ficar quietos para ouvi-lo. É fundamental que tenhamos momentos de intimi

Orar sem cessar

“Orai sem cessar.” 1Ts 5.17 “(…) com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito (…).” Ef 6.18 Estamos diante de uma revelação muito importante. O Senhor quer levar-nos a uma maneira de viver muito especial. Viver o tempo todo em oração, em comunhão com Ele. Irmão Lawrence¹ disse: “Não existe um modo de vida no mundo mais agradável e mais cheio de deleite do que a conversação contínua com Deus”. Não existe um modo de vida mais agradável do que a conversação contínua com Deus. Nosso Senhor está conosco o tempo todo e a sua expectativa é que dirijamos a palavra a Ele durante todo o nosso dia. Podemos manter-nos em contato constante com Ele, fazendo Dele o objeto de nossos pensament

A base de nosso acesso a Deus

Como podemos nos aproximar de Deus? “Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo os corações purificados de má consciência.” Hb 10.19-22. Desde o princípio, quando Deus criou o homem, o seu desejo era relacionar-se com ele. Porém, o pecado separou o homem de Deus. O Senhor não podia mais ter comunhão com o homem morto. Mas, Deus não desistiu de seu propósito. Aleluia. Ele mesmo providenciou o único meio para restaurar o homem e reconciliá-lo consigo: Jesus C

Comunhão com Deus – Um convite à boa parte

Comunhão com Deus – Introdução Um discípulo de Cristo não é um simples seguidor dos seus mandamentos e leis. É um amigo Dele. Que grande honra! “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu Senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer.” Jo 15.15. Somos chamados a um relacionamento pessoal com Cristo. Não podemos viver somente de conhecer os seus mandamentos. Estaríamos perdendo o melhor da vida cristã. Se alguém não se relaciona com Deus, mesmo que cumpra alguns de seus mandamentos, é um “religioso”. Alguém pode conhecer as palavras de Deus e não conhecer a Deus. Também não podemos viver apenas da comunhão com os irmão

A verdadeira face do orgulho

Orgulho, vaidade e autoexaltação não são vistos como problema ou pecado nos dias de hoje. Às vezes, até são tidos como virtude e dignidade. Homens vazios e orgulhosos, que priorizam a aparência, são valorizados. Enquanto homens humildes, que investem na formação de seu caráter e não tem o costume de elogiar a si mesmos, são esquecidos e desprezados. Coloquemos as coisas no devido lugar. O orgulho é a raiz de todo pecado. Foi o orgulho e o desejo de exaltar a si mesmo que levou Lúcifer a rebelar-se contra Deus. Foi a tentação de ser “como Deus” que levou Adão e Eva a desobedecerem. O orgulho deve ser visto como ele é: o mais terrível de todos os pecados e maldições. Não há nada que devamos cu

Qual o Propósito de Deus hoje?

Como podemos definir o Propósito de Deus hoje? “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos”. Rm 8.28-29. O texto acima nos mostra com muita clareza o propósito de Deus. Podemos defini-lo assim: Uma família de muitos filhos semelhantes a Jesus. Deus quer uma família de muitos filhos semelhantes a Jesus. Vejamos por etapas: Uma família: Isso nos fala de unidade. Esse é um requisito indispensável para o cumprimento do propósito de Deus. Embora a unidade nã

O que Deus fez para realizar o Seu Propósito?

Se o homem se estragou, qual foi a solução que Deus providenciou para realizar o seu propósito? Deus criou uma nova raça de homens. “Pois assim está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente. O último Adão, porém, é espírito vivificante. Mas não é primeiro o espiritual, e sim o natural; depois, o espiritual. O primeiro homem, formado da terra, é terreno; o segundo homem é do céu. Como foi o primeiro homem, o terreno, tais são também os demais homens terrenos; e, como é o homem celestial, tais também os celestiais”. 1 Co 15.45-48 Uma vez que todos os descendentes de Adão ficaram inúteis para o seu propósito, Deus teve que criar uma nova raça de homens. Como Ele fez isto? Através

O que aconteceu quando o homem pecou?

Como o pecado interferiu no Propósito de Deus? Todos se extraviaram e juntamente se fizeram inúteis. Rm 3.12 Todos nós conhecemos a triste história. O pecado de Adão foi uma intromissão violenta e diabólica no propósito de Deus. Por causa do pecado, o homem se tornou culpado, alvo da ira de Deus, merecedor de castigo eterno, expulso da presença do Senhor e sem comunhão com Ele. “O salário do pecado é a morte” (Rm 6.23). Mas o problema não foi apenas que o homem se tornou culpado diante de Deus, mas também que a sua própria natureza se corrompeu e se estragou. O homem perdeu a vida e a imagem de Deus. Tornou-se uma outra criatura. Não era mais o mesmo, era um homem morto para Deus e inútil pa

O propósito de Deus ao criar o homen

Trata-se de um assunto fundamental. Isso deve tomar conta de nossa mente. Devemos abrir nossos corações para o que Deus nos fala sobre o seu propósito. Não pode ser apenas o estudo de uma apostila. O conhecimento da glória que há no propósito de Deus deve tomar todo o nosso ser. seu propósito, objetivo e alvo devem direcionar nossas vidas. Tudo em nossa vida, nossa maneira de viver, nosso comportamento, nosso trabalho e esforço, é dirigido pela meta que temos. Por isso, o propósito de Deus deve se tornar o nosso propósito, o nosso alvo. Se queremos cooperar com Deus devemos conhecer os seus desejos e o seu coração. Tudo que fazemos só terá valor eterno à medida que cooperar com o propósito d

Destaque
Recentes
Arquivos
Siga-nos:
  • Wix Facebook page
  • SoundCloud App Icon
  • YouTube Classic
  • Wix Twitter page
  • issuu.png
  • google_play_icon___logo_by_chrisbanks2-d4s1i75.png
  • Apple-App-Store-icon

© 2014 - Fazendo Discípulos / Todos os Direitos Reservados