Siga-nos:
  • Wix Facebook page
  • SoundCloud App Icon
  • YouTube Classic
  • Wix Twitter page
  • issuu.png
  • google_play_icon___logo_by_chrisbanks2-d4s1i75.png
  • Apple-App-Store-icon

© 2014 - Fazendo Discípulos / Todos os Direitos Reservados 

Please reload

Recentes

CONTRIBUIÇÕES NA IGREJA

14/11/2019

1/10
Please reload

Destaques

O Discípulo e o Religioso

 

Um discípulo é alguém que reconheceu a Cristo como seu Senhor e vive por meio de Cristo. De outra forma, podemos dizer: um discípulo é alguém que crê em tudo o que Cristo disse e faz tudo o que Cristo ordenou.

 

Um discípulo é alguém que crê em tudo o que Cristo disse e faz tudo o que Cristo mandou.

 

Em contraste, um religioso anda no meio da igreja, mas tem a Jesus como Senhor apenas de boca para fora. A vida do religioso tem características bem diferentes da de um discípulo.

 

Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor, entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Mt 7.21

 

Características de um Discípulo e de um Religioso

 

Um Discípulo

 

1. Deus é o centro da sua vida. Seu principal desejo é agradá-Lo. Seu próprio prazer está em segundo lugar. (Mt 6.33) Tem a Cristo no comando de sua vida.

 

2. Renuncia a tudo quanto tem. (Lc 14.33)

 

3. Passou pela porta estreita e anda no caminho apertado com alegria. (Mt 7.13-14)

 

4. Ouve a Deus. Não quer apenas conhecer doutrinas da Bíblia, quer conhecer o coração de Deus para agradá-Lo. Compreende e ama a vontade de Deus. (Jo 4.34) 

 

5. Deseja guardar todas as coisas que Jesus ordenou. (Mt 28.20) Guardar é mais que saber, é praticar. (Jo 14.23)

 

6. Pratica a Palavra de Cristo. (Jo 8.31) Obedece a Deus em tudo. Não importa o que ele próprio pensa. Não questiona a Palavra de Deus nem a considera antiquada.

 

7. Cristo vive nele. Depende em tudo de Cristo. Vive na força e poder do Senhor. (Gl 2.19- 20).

 

8. Ama aos irmãos como Cristo o amou. (Jo 13.34-35). Tem um relacionamento sólido e profundo na igreja.

 

9. Submete-se a Deus e às autoridades delegadas por Ele. (Rm 13.1-2; Ef 5.21; Hb 13.17). Não decide tudo sozinho. Busca conselho e depende dos irmãos.

 

10. Não vive na prática de pecados. Crê que foi libertado da escravidão do pecado. (Rm 6.6, 12-14; 1Jo 3.6-9).

 

11. Anda na Luz. Confessa seus pecados, não somente a Deus, mas também aos irmãos que andam com ele. Sua vida é transparente. (Tg 5.16; 1Jo 1.7-10).

 

12. Prossegue para o alvo, pois deseja ver cumprido o Propósito Eterno de Deus. A cada dia fica mais parecido com Jesus e vai vencendo as suas deficiências pessoais. (Ef 4.13; Fp 3.12-14)

 

13. Serve a Deus. Entende o Seu chamado e está totalmente envolvido com o

serviço ao Senhor. Converter-se é igual a consagrar-se a Deus. Por isso dedica-se ao Senhor . ( 1 Pe 2 . 9 )

 

14. Dá muito fruto. Prega a Palavra e faz discípulos. Este é o seu prazer e a razão pela qual permanece na Terra. (Jo 15.8,16; 1Co 9.23)

 

15. A família, o caráter, as finanças e as demais áreas da sua vida estão em ordem, de acordo com a Palavra de Deus.

 

16. É cumpridor e responsável. Sua palavra é sim, sim, não, não. (Mt 5.33-37)

 

17. Aceita o sofrimento com alegria e paciência, dando graças por tudo. (Tg 1.2-4. Rm 5.3-4)

 

18. Anda no Espírito. É guiado e depende do Senhor em cada momento. (Rm 8.13-14)

 

19. Os dons do Espírito Santo são para edificação. (1Co 14.26)

 

20. Louva a Deus de coração. (Ef 5.19) Dá graças por tudo. (1Ts 5.18). Fala com Deus. Sua oração é um relacionamento com Deus. (Mt 6.5-8)

 

Um Religioso

 

1. Ele próprio é o centro da sua vida. Ele vai até Deus para ser feliz. Deus está ali para servi-lo. Ainda tem o “eu” no comando de sua vida.

 

2. Renuncia apenas a algumas coisas mais fáceis.

 

3. Anda em um caminho médio: não tão estreito como o dos “servos de Deus”, nem tão largo como o do mundo.

 

4. Ouve verdades a respeito de Deus. Interpreta a Palavra de Deus mecanicamente. (2Tm 3.7) Não compreende a Palavra de Deus, e fica apegado a regras exteriores que considera importantes. (Cl 2.16-23)

 

5. Deseja saber as coisas que Jesus ordenou.

 

6. Pratica apenas o que ele concorda da Palavra de Cristo. Obedece algumas coisas da Palavra de Deus. Porém, permite a si mesmo desobedecer outras coisas que acha difíceis ou que não concorda.

 

7. Tenta imitar a Cristo por esforço próprio. 5.22,23

 

8 . Relacionamento e compromisso superficial com os irmãos.

 

9. Diz que obedece a Deus e não a homens. Esconde-se por trás de uma falsa espiritualidade e não se submete às autoridades delegadas por Deus.

 

10. Vive embaraçado com pecados, desculpando-se de que a carne é fraca.

 

11. Não confessa os seus pecados aos homens. Declara que Deus já o perdoou e que não deve satisfação aos homens.

 

12. Quer apenas salvar-se e livrar-se da condenação. Diz que seu alvo é ser como Jesus, mas crê que é algo impossível. Continua preso aos mesmos

pecados e deficiências ao longo dos anos.

 

13. Assiste a reuniões. Crê que só alguns cristãos têm um chamado e devem trabalhar para Deus. Pensa em algum dia consagrar-se mais ao Senhor.

 

14. Pouco prega a Palavra, alegando que não tem dom para isto. E quando prega, o faz por tarefa ou obrigação.

 

15. Tem diversas áreas da vida desordenadas: vida familiar, financeira, caráter, etc.

 

16. Não cumpre os compromissos e não é responsável.

 

17. Reclama, murmura e se revolta diante do sofrimento. Não o aceita.

 

18. Não depende do Senhor durante o seu dia.

 

19. Os dons do Espírito Santo são para demonstração de espiritualidade.

 

20. Canta cânticos. Louva na reunião e reclama por tudo em casa. Faz orações bonitas.

 

O reino dos céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado, escondeu.

 

E, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que tem e compra aquele campo. Mt 13.44

 

 

Please reload

Please reload