Siga-nos:
  • Wix Facebook page
  • SoundCloud App Icon
  • YouTube Classic
  • Wix Twitter page
  • issuu.png
  • google_play_icon___logo_by_chrisbanks2-d4s1i75.png
  • Apple-App-Store-icon

© 2014 - Fazendo Discípulos / Todos os Direitos Reservados 

Please reload

Recentes

CONTRIBUIÇÕES NA IGREJA

14/11/2019

1/10
Please reload

Destaques

O propósito de Deus ao criar o homen

07/01/2015

Trata-se de um assunto fundamental. Isso deve tomar conta de nossa mente. Devemos abrir nossos corações para o que Deus nos fala sobre o seu propósito. Não pode ser apenas o estudo de uma apostila. O conhecimento da glória que há no propósito de Deus deve tomar todo o nosso ser. seu propósito, objetivo e alvo devem direcionar nossas vidas. Tudo em nossa vida, nossa maneira de viver, nosso comportamento, nosso trabalho e esforço, é dirigido pela meta que temos. Por isso, o propósito de Deus deve se tornar o nosso propósito, o nosso alvo. Se queremos cooperar com Deus devemos conhecer os seus desejos e o seu coração. Tudo que fazemos só terá valor eterno à medida que cooperar com o propósito de Deus.

 

Um erro muito comum

 

Muitos de nós vivemos vários anos sem conhecer qual é o propósito de Deus para nossas vidas. Críamos erradamente que nosso alvo como cristãos era chegar ao céu. Nós víamos a Bíblia com um enfoque humanista (o homem no centro de tudo), e concluíamos que o propósito era a salvação dos homens. Tudo girando em torno do homem e de suas necessidades. Essa visão equivocada ocorreu porque sempre víamos o propósito de Deus começando com a queda do homem. Sendo assim, como o homem está perdido, a sua salvação se tornou o centro desse propósito. Aqui estava o erro e aqui deve ser feita a correção. É claro que Deus quer salvar a todos os homens. Podemos ver isso claramente nos textos de 1Tm 2.3-4; 2Pe 3.9 e Jo 3.16. Mas nós não devemos confundir aquilo que Deus deseja com o que é o seu propósito. O propósito de Deus não surgiu com a queda do homem. É algo que já estava no seu coração antes da fundação do mundo.

 

“… assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele”. Ef 1.4,11.

 

Pensemos um pouco sobre a seguinte argumentação: Se, antes da fundação do mundo, Deus tinha o propósito de salvar o homem, então Ele seria cúmplice do pecado, porque necessitaria que o homem pecasse para cumprir seu propósito. Quando Deus disse: “não coma deste fruto”, na verdade, queria que o homem comesse e pecasse, ficando perdido e em trevas. Deste modo, Deus poderia cumprir o propósito de salvar o homem e mostrar o seu grande amor. Ora, tudo isso é uma grande confusão! Deus jamais quis que o homem pecasse! A salvação não era o propósito do coração de Deus. A redenção foi necessária por causa da queda. A queda não foi “programada” para que houvesse salvação. Nós precisamos conhecer qual era a primeira intenção de Deus, qual era o propósito que Deus tinha em seu coração quando criou o homem.

 

O propósito de Deus não começou com a queda do homem. É algo que já estava em seu coração antes da fundação do mundo.
 
Qual o propósito de Deus ao criar o homem?

 

“Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança”. Gn 1.26

 

Quando Deus fez o homem, Ele queria ter filhos com a sua imagem, com a sua natureza e com a sua vida. Deus queria ter uma grande família que expressasse na terra a sua glória e autoridade.

 

Quando Deus criou o homem, Ele queria uma família de homens semelhantes a Ele.
 

“Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a”. Gn 1.27-28

 

Por isso, Adão e Eva foram criados à imagem de Deus. Sabemos que cada ser vivo se reproduz segundo a sua própria espécie. Então, quando Adão e Eva se multiplicassem, reproduziriam filhos à imagem de Deus. Esta seria a família de Deus. Uma família de homens e mulheres santos e perfeitos como Deus é. Que glorioso e amoroso propósito!

Please reload

Please reload

Arquivos